6 veteranos que ainda brilham na Premier League

Naquela que é para muitos a liga mais competitiva de todas, estes são os melhores veteranos que ainda se exibem com um bom nível na competição.

A Premier League é para muitos a melhor liga do mundo, onde todos os anos se destacam novos craques e aparecem jovens promessas, mas há também espaço para os atletas mais experientes darem a sua contribuição ao espetáculo. Nesta lista, destacamos os 6 melhores veteranos em atividade na Terra de Sua Majestade.

Darren Fletcher – Stoke City

skysports-darren-fletcher-stoke_4080690.jpg
Fletcher ainda tenta manter o seu Stoke na Premier League (Foto: Sky Sports)

Aos 34 anos, o meia continua a revelar as qualidades físicas e táticas que o tornaram num dos homens de confiança de Sir Alex Ferguson ao longo dos anos ao serviço no Manchester United. Garra, empenho e atitude sempre foram as principais armas do jogador, que foi evoluindo muito tecnicamente e taticamente com a ajuda do técnico que mudou os Red Devils.

26 aparições na Premier League, com um gol e uma assistência são os números do experiente escocês que ainda sonha com a difícil sobrevivência do seu clube, o Stoke City, que está a três pontos da salvação do rebaixamento com um jogo a mais disputado do que o Swansea, primeira equipe acima da zona da confusão.

Glenn Murray – Brighton & Hove Albion FC

59a6845e2b3a7e947b000007
Murray é o nome letal no ataque do Brighton (Foto: 90min)

O centroavante inglês tem tido um grande sucesso aos 34 anos de idade. Contratado no início da temporada junto ao Bournemouth, o também ex-Crystal Palace é atualmente o melhor marcador dos Seagulls, com 12 tentos em 33 jogos, que ajudaram a sua equipe a conseguir uma época tranquila e acima do esperado, uma vez que se previa uma aflitiva luta pela manutenção para os homens do sul da Inglaterra.

A sua enorme condição físico o e jogo aéreo mantiveram-no no onze, mesmo com a concorrência de nomes como o israelita Hemed, ou dos reforços de janeiro Ulloa e Locadia, o inglês que esteve muitos anos nas divisões inferiores do país conseguiu já na parte final da sua carreira proporcionar pelo menos mais um ano de glória a serviço do Brighton na Premier League. Vale lembrar que ele ainda possui o contrato com o clube até junho de 2019.

Jermaine Defoe – Bournemouth

Bournemouth-star-Jermain-Defoe-645462
A velocidade e técnica de Defoe ainda são muito úteis ao Bournemouth. Foto: (Daily Star).

Como o vinho, ele prova que para ele, o tempo não passa. Velocidade, técnica e uma capacidade de decidir em frente à baliza são as características principais de Defoe que por 57 vezes defendeu a Inglaterra, pela qual já marcou 20 gols. A temporada é menos produtiva, mas fruto da concorrência com Joshua King e do aparecimento do jovem francês Lys Mousset.

Ainda assim, o veterano de 35 anos soma 22 partidas na Premier League, com 4 gols marcados. Números que por si só não impressionam, no entanto, a capacidade de explosão e qualidade continuam presentes em Defoe, que ainda deve alimentar a pequena esperança de marcar presença em mais um mundial, apesar da concorrência com Harry Kane, Jamie Vardy ou Daniel Sturridge.

Bruno Saltor – Brighton & Hove Albion FC

468D5A8B00000578-5111377-image-a-191_1511445348362.jpg
Bruno chegou em 2012 e ajudou o Brighton a chegar à Premier League.

O lateral Bruno Saltor Grau capitão do Brighton teve de esperar até aos 36 anos para estrear na principal divisão do futebol inglês. O jogador formado no Espanhol de Barcelona, que se notabilizou no Almería e no Valencia, está desde 2012 no sul da Inglaterra, onde conquistou o estatuto de capitão. Com 23 partidas disputadas no campeonato (não foram mais devido à lesão que sofreu), ele também dividiu um pouco o protagonismo com o ex-Sporting Ezequiel Schelotto.

Apesar da veterania, a boa capacidade de cruzamento continua, sendo que Bruno é também bastante eficaz no setor defensivo do seu corredor direito. Com mais um ano de contrato e a manutenção assegurada, vamos certamente ver o espanhol em ação na próxima época na Premier League, ele que poderá muito bem encerrar a carreira aos 38 anos a atuar ao mais alto nível.

Peter Crouch – Stoke City

Peter Crouch 2 - 11 - 1600x1600 - Leicester City.jpg
Crouch – O gigante inglês. Foto: (Stoke City).

O homem mais alto da Premier League ainda continua infalível com o seu jogo aéreo (é o jogador com mais gols de cabeça da historia da Premier League). Em 29 partidas, a maioria delas vindo do banco de reservas, Crouch fez até ao momento 4 gols e deu 2 assistências, lembrando que ele tem sido alternativa ao senegalês Diouf e ao camaronês Choupo-Moting.

A sua presença na área impõe respeito aos adversários, e é uma arma utilizada pela sua equipe, que procura muito o jogo direto quando este está em campo. Com contrato até 2019, e em vias de descer com o seu Stoke, esta pode ter sido a ultima temporada do veterano com mais de 2 metros na Premier League, caso nenhuma equipe queira contar com os seus serviços na divisão de elite.

Gareth Barry – West Bromwich Albion

download (23).jpg
Barry luta com todas armas para conseguir evitar a queda dos The Baggies (Foto: Sapo Desporto)

O volante de 37 anos foi um dos melhores jogadores do desapontante West Bromwich que caminha para a queda de divisão. Ex-atleta de Everton e Manchester City Barry mantém intactas as suas qualidades, sobretudo o bom posicionamento e a qualidade de passe. Apesar de já não revelar mais a condição física que outrora lhe permitia constantes vaivéns de uma área à outra. Agora o jogador que esteve no mundial em 2010 tornou-se mais cerebral e importante a marcar os ritmos de jogo, não sendo definitivamente por sua culpa que o West Bromwich se encontra condenado a Championship.

Com 25 jogos disputados na Premier League, onde soma um gol e uma assistência, o jogador formado no Aston Villa tem mais dois meses de contrato com o clube. Não será surpresa se alguma equipe do mundo alternativa querer na próxima temporada contar com a experiência e qualidade do meia de de 37 anos, que pode optar por uma liga periférica e a enriquecer a sua conta bancária.


Nomes como Heurelho Gomes, Patrice Evra, Michael Carrick, Phil Jagielka ou Ángel Rangel podiam também fazer parte da lista, só não o fazendo devido ao considerável e baixo número de minutos ao longo da temporada. Por Gonçalo Melo do Fairplaypt.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s